Capa / Notícias / Audioguia garante acessibilidade aos museus brasileiros

Audioguia garante acessibilidade aos museus brasileiros

Considerando referências do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil residem cerca de 45 milhões de pessoas com deficiências. O que não significa que sejam ineptos ao universo cultural. Ao contrário. Possibilitando-lhe acesso tanto aos espaço físico, quanto ao acervo cultural, a deficiência se desveste da exclusão.

Na perspectiva da inclusão social, ter acesso à informação representa uma das expressões da democratização dos espaços culturais. Nos museus, isto implica em poder usufruir de bens culturais que devem ser disponibilizados e vivenciados por todos os públicos.

O cenário ainda não é o ideal, mas dá mostras de que está se construindo uma realidade mais inclusiva com informações acessíveis a todos. A falta de adaptação para receber pessoas com algum tipo de deficiência em museus e espaços de memória ainda é uma realidade.

O Brasil, que no início do século passado tinha apenas 12 museus, chegou ao fim da primeira década do século 21 com 3.025 instituições desse tipo. A informação consta da publicação Museus em Números, editada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), do Ministério da Cultura e divulgada em 2011.

Um rápido cálculo revela que o país tem mais museus do que salas de cinema (2.098) e de teatros (1.229), conforme dados do IBGE. Vinte e um por cento dos municípios brasileiros – 1.172 de um total de 5.564 – têm pelo menos um museu.

Museu com Audioguia – Esta é uma das opções mais práticas para estabelecer uma comunicação entre as obras expostas em um museu e o público visitante. Diversos museus ao redor do mundo utilizam desse recurso para melhor atender seus visitantes, pois o aparelho do audioguia é capaz de armazenar uma quantidade de informações que seria difícil em ser colocada em uma visita guiada ou até mesmo em materiais impressos.

O Audioguia também fornece maior facilidade em colocar explicações em outros idiomas, além de uma versão de texto, com a maior riqueza de detalhes para o público com deficiência visual. É muito prático, pois o próprio visitante pode montar sua visita, escolhendo como explicações das obras que mais agrada, digitando nenhum aparelho o número que está junto em obra. Os áudios podem ser repetidos ou interrompidos, caso o visitante perceba que o conteúdo não interessa, e resolva seguir uma visita.

No Brasil, a utilização de audioguias ainda não é difundida. Aliás, grande parte do público desconhece existência do recurso. Alguns museus só utilizam o Audioguia como recurso de acessibilidade, com o conteúdo audiodescrito. Na maior parte dos museus, uma informação da oferta do recurso é tímida ou quase inexistente. Não há placa de sinalização e funcionários.

Museus brasileiros com audioguia

Museu Histórico NacionalUma construção que já foi construída no Forte de São Tiago da Misericórdia e um Quartel, hoje abriga o Museu Histórico Nacional. Um dos mais importantes museus de história brasileira, e onde foi criado o primeiro curso de museologia do Brasil. No pátio interno, uma coleção de canhões de diversos países possuem Legendas em Braille. É um museu com audioguia, rampas e elevadores para facilitar a locomoção de cadeirantes, videoguia com Libras para surdos e sinalização, textos e etiquetas em Braille.

Serviços

Site: www.museuhistoriconacional.com.br
Endereço: Praça Marechal Âncora, no Centro – Rio de Janeiro / RJ
Visitação: Terça até sexta-feira (10 horas às 17h30). Sábado e domingo (das 14 às 18 horas)

 

 

Museu Nacional de Belas Artes – O espaço tem por destaques uma tela monumental de dez metros de largura por seis de altura, pintada por Pedro Américo chamada “A Batalha do Avai”, e que representa uma Guerra do Paraguai, uma das 4 maiores do mundo pintada em cavalete , e com mais de 2 toneladas só de moldura. É um museu com audioguia, elevadores e portas com largura acessível. Cândido Portinari, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti são outros nomes da arte brasileira expostos.

Serviços

Site: http://mnba.gov.br/portal/
Endereço: Avenida Rio Branco, 199 – Centro – Rio de Janeiro / RJ
Visitação: Terça a sexta-feira (10 às 18 horas). Sábados, domingos e feriados (13 às18 horas)

 

 

Museu de Arte Sacra da UFBA – É um museu administrado pela Universidade Federal da Bahia, instalado no antigo Convento de Santa Teresa d’Ávila, e maior centro de estudos da arte sacra da América Latina e o terceiro maior do mundo. Na igreja que compõe o museu, são enterrados os mortos ilustres e ricos da época. No local foram sepultadas cerca de 35 mil pessoas ao longo de três séculos. É um museu com audioguia, e possui elevadores que dão acesso aos três andares e os corredores são largos.

Serviços

Site: http://www.mas.ufba.br/
Endereço: Rua do Sodré, S / N – Centro – Salvador / BA
Visitação: Segunda a sexta-feira (11h30 às 17 horas)

 

 

Museu da República – O museu da República está instalado no Palácio do Catete, que já foi sede da Presidência da República até 1960, e de onde 18 Presidentes da República exerceram seus mandatos. O quarto do presidente Getúlio Vargas é o destaque da visita, não há um andar do prédio. Foi também o local onde ele se suicidou. O Museu ainda conta com brinquedoteca, biblioteca, cinema, livraria, loja e restaurante abertos ao público. Museu com audioguia, elevadores e portas com dimensões acessíveis.

Serviços

Site: http://museudarepublica.museus.gov.br/
Endereço: Rua do Catete, 153 – Catete – Rio de Janeiro / RJ
Visitação: Terça à sexta-feira (10 às 17 horas). Sábados, domingos e feriados (11 às 18 horas). Os portões são fechados 30 minutos antes do encerramento das visitas.

 

 

Museu Joaquim Francisco do Livramento – O Museu Joaquim Francisco do Livramento conta a história da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre e da medicina praticada nos últimos 200 anos, além de cenários reconstituídos que mais são como cotidiano dos pacientes e servidores em épocas passadas. É um museu com audioguia, maquetes e objetos táteis, cartilhas em Braille e com fonte ampliada para pessoas de baixa visão. Também possui acessibilidade para usuários de cadeira de rodas.

Serviços

Site: http://www.centrohistoricosantacasa.com.br/conteudo/museu/
Endereço: Avenida Independência, 75 – Bairro Independência – Porto Alegre / RS
Visitação: Terça-feira até sábado (9 às 18 horas). Domingos e feriados (14 às 18 horas)

 

 

Museu da Inconfidência – A Inconfidência Mineira foi uma luta do povo mineiro contra uma opressão do governo português no período colonial. No Museu da Inconfidência estão expostas partes do corpo de Tiradentes, um dos personagens mais importantes da revolução, além de obras de artistas mais importantes mineiros como Antônio Francisco Lisboa (Aleijadinho), Manoel da Costa Athaide, dentre outros. É um museu com audioguia, com equipamento escalador de escadas para cadeirantes para entrada principal, e depois elevadores internos.

Serviço

Site: http://www.museudainconfidencia.gov.br/pt_BR
Endereço: Praça Tiradentes, 139 – Centro – Ouro Preto / MG
Visitação: Terça-feira até domingo (10 às 18 horas)

Check Also

Pessoas com deficiência debatem mobilidade no Parlamento

Entidades representativas de pessoas com deficiência garantem que uma das maiores barreiras não é a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *