A poucos dias do início da Paralimpíada no Rio de Janeiro, Renato Leite, que integra a seleção de vôlei sentado, esteve em Ferraz de Vasconcelos, no Alto Tietê. O atleta desenvolve um trabalho de propagação da importância do esporte adaptado para inclusão social.
E o ativista dos direitos das pessoas com deficiência e consultor da BRASA, Tuca Munhoz, destacou os efeitos positivos da Paralimpíada para a autoestima das pessoas com deficiência, e também o papel dos voluntários para a realização dos jogos.